Back to top

Como escolher um servomotor

Existem várias considerações ao escolher um servomotor para uma aplicação específica, como a velocidade, o torque ou a força necessários, o perfil de movimento, o espaço físico disponível e os fatores ambientais. Isso significa que a solução do motor escolhida deve produzir os requisitos de torque e velocidade de carga, caber no espaço disponível e ter desempenho conforme exigido nas condições ambientais submetidas à aplicação.

Um servomotor é parte de um mecanismo total que fornece movimento a uma carga, para movê-la, maquiná-la, levantá-la, inspecioná-la etc. O servomotor é o músculo que fornece o torque, a força e a velocidade necessários (ponto de carga necessário) para executar uma determinada função. A maneira mais rápida e confiável de determinar essas necessidades é com uma ferramenta de dimensionamento de motor que calcula os pontos de carga exigidos por um motor e analisa informações sobre a carga, os elementos de transmissão e o perfil de movimento para escolher um motor a partir do banco de dados do motor que corresponde aos parâmetros de carga. À medida que os pontos de carga iniciais são determinados, a ferramenta de dimensionamento verifica a solução ideal e restringe as escolhas do motor com base no torque, na velocidade, na razão de inércia e nas margens associadas necessárias adquiridas a partir das classificações do motor.

O tamanho físico de um servomotor é determinado principalmente por sua capacidade contínua de produção de torque com uma troca entre o diâmetro do motor e o comprimento do motor. Um motor mais comprido com um menor diâmetro pode ter a mesma capacidade de torque que um motor de diâmetro mais curto e maior. Outra maneira de alcançar os requisitos de potência é usando um motor menor e multiplicando o torque através de um redutor ou aplicando tecnologias alternativas, como um servomotor Direct-Drive mais plano, um motor sem carcaça ou de kit ou um motor linear. Cada uma dessas tecnologias tem formas variadas que podem atender a requisitos específicos de espaço.

 

Considerações ambientais podem afetar a escolha do motor de várias maneiras. Na maioria das aplicações, a temperatura ambiente de operação do motor permanece abaixo da sua capacidade (tipicamente 40 °C). Os próprios motores geram certa quantidade de calor (com base na classificação contínua designada pelo fabricante) que é representada pelo aumento de temperatura dos enrolamentos e pela temperatura máxima da bobina. Por exemplo, se um motor que é classificado para produzir 10 Nm de torque em um ambiente de 40 °C com um aumento de temperatura de 130 °C e uma temperatura máxima da bobina de 170 °C for colocado em um ambiente de 50 °C, a temperatura máxima da bobina de 170 °C será excedida quando o motor for operado na classificação de 10 Nm continuamente. Nesse caso, o torque contínuo do motor seria reduzido a menos que um motor maior seja selecionado. Ambientes mais exóticos podem exigir soluções personalizadas, incluindo materiais alternativos, arranjos de vedação especiais ou outras modificações. O desempenho do motor pode ser prejudicado em condições extremas, como em espaço exterior, em alta altitude e até mesmo em ambientes submersíveis.

Conhece os requisitos da aplicação mas não sabe sobre o torque e a velocidade? Use a Ferramenta Motioneering da Kollmorgen para dimensionar seu projeto e encontrar o melhor casamento entre motor e drive que atenda às suas necessidades.

Sobre o Autor

Especialistas Kollmorgen

Kollmorgen Experts

Esse blog foi um esforço colaborativo do time de motion e dos experts em automação na Kollmorgen, incluindo especialistas da engenharia, atendimento ao cliente e de desenvolvimento de projetos. Sempre que você começar um projeto, estamos aqui para ajudá-lo.

Consulte um especialista

Blog Taxonomy Helper

Aplicações
Dicas de Instalação
Embalagem
Engenharia
Geral
Haberleşme
História
Interconectividade
Médico
Movimento Embutido
Negócio
Óleo e Gás
Parcerias Universitárias
Regulamentos Alimentares
Robótica
Tecnologia
Veiculos Guiados Automatizados